LOGO.png

NOSSA ESTRUTURA

      A Tolentino Consultoria há mais de 6 anos auxilia seus clientes oferecendo um trabalho de consultoria especializada em revisão contratual no financiamento de veículos, empréstimos consignado e faturas de cartões de crédito. A partir de uma fórmula desenvolvida por nosso CEO, podemos analisar e apontar com excelência as irregularidades em seu contrato. Reduzindo consideravelmente a parcela de seu financiamento, concluindo a quitação do seu bem e demais contratos.


      A Tolentino Consultoria dispõe de quadro de analistas, peritos judiciais e advogados especializados e rigorosos na correção das taxas. Hoje com mais de 500 processos e quitações realizadas com sucesso, firmamos ainda mais nosso compromisso com a justiça e com nossos clientes.

 

      Pensando sempre em desenvolver um trabalho fidedigno e com a certeza de que todos tenham a oportunidade de contar com a nossa empresa, hoje nos encontramos em grande expansão. Em breve a Tolentino Consultoria estará disponível também no Norte e Sul do País.

NOTÍCIAS

 

unnamed.jpg

Como saber se estou pagando taxas abusivas? | EXAME

exame.abril.com.br

 

 

Internauta pergunta o que caracteriza uma cobrança ou pagamento como abusivo e quais medidas podem ser tomadas nesses casos

unnamed (1).jpg

Quando os juros são abusivos? | Gazeta do Povo

www.gazetadopovo.com.br

 

 

 

Não há um valor exato, mas a Justiça tem entendido como abusivas as taxas que destoam da média cobrada pelo mercado

unnamed (2).jpg

Procon/AL alerta para os juros abusivos em contrato de veículos

g1.globo.com

 

 

Especialista revela que consumidor pode pedir a revisão do contrato. Acima de 2,5%, taxas são consideradas abusivas, diz Procon.

unnamed (3).jpg

Instituição financeira é condenada por juros abusivos ...

www.infomoney.com.br

 

 

SÃO PAULO - O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) condenou a Crefisa a pagar indenização por danos morais a uma idosa em razão de cobrança de juros abusivos em empréstimo consignado. O valor foi fixado em R$ 46,8 mil. Em razão da reiteração do comportamento lesivo aos consumidores e ...